sexta-feira, 18 de janeiro de 2008

Respondendo a um amigo

“...repreende o sábio, e ele te amará.” Provérbios 9:8. Sagradas escrituras
Conversando com um amigo meu sobre a situação da nação de Israel diante do Eterno, concordamos no fato de que ele não pode ter sido rejeitado. Se não fosse por outro motivo, pelo que o apóstolo Paulo diz no capítulo 11 de sua Carta aos Romanos, em particular no verso 29. Mas, mesmo tendo a mesma opinião que eu, ele questionou “como Deus pode ter 2 esposas?” (Israel e a Igreja).
Na hora não pensei em nenhuma resposta. Mas, refletindo melhor, me ocorreu o seguinte: Deus não tem nenhuma esposa, no sentido denotativo da palavra. Matrimônio é uma instituição para homens. Quanto à relação entre o Eterno e os seres humanos, há muitas figuras para descreve-la, e sendo figuras, não tem, como não precisariam ter, coerência total. A Igreja é descrita como sendo o corpo de Cristo, mas é descrita também como sua esposa, o que não tem nenhuma coerência. Na verdade, alguém que usasse a figura da Igreja como esposa de Cristo, poderia chegar à conclusão de que ela é nora de Deus, para ser coerente com a figura de Cristo como filho de Deus. Em suas parábolas, Cristo se compara com o pastor de ovelhas, mas se compara também com a porta. Compara-se até com a galinha, numa figura de linguagem em que os habitantes de Jerusalém seriam pintinhos. E nos profetas, lemos Israel comparado a um servo de Deus, a uma esposa de Deus, a um filho de Deus. Resumindo, figuras são figuras, ninguém deveria se preocupar com elas o suficiente para construir alguma teologia em função da busca da sua coerência.
Por falar nisso, na própria Bíblia um profeta usou a figura de duas esposas para Deus, referindo-se aos reinos de Judá e Israel, duas mulheres irmãs, esposas do mesmo marido. Mas outros profetas descrevem a nação israelita TODA como sendo a esposa de Deus. Aparentemente os profetas não se sentiam nem um pouco constrangidos em usar as figuras incoerentes, das quais o meu amigo procura fugir.

4 comentários:

Blogildo disse...

Você está correto! É tudo figurativo. Por exemplo, Abraão representa Deus, Sara a organização celeste de Deus, Isaque representa o Cristo e Rebecca a noiva dele. Ismael representa os judeus carnais.
Por outro lado há em Ezequiel uma alusão a Judá eIsrael - depois da divisão do Reino de Isral - como duas irmãs casadas com Deus: Oolá e Oolibá. As duas são promíscuas.
Em Isaías, o povo de Israel é citado como Servo de Deus.

São muitas as representações figurativas. Se não fossem tais representações nossa limitada mente humana não conseguiria apreender tais verdades espirituais.

Aprendiz disse...

"Por exemplo, Abraão representa Deus, Sara a organização celeste de Deus, Isaque representa o Cristo e Rebecca a noiva dele. Ismael representa os judeus carnais."

Onildo, devo confessar que vejo menos figuras na Tanach do que você.

Pierre disse...

Um homem está ligado á sua esposa (mulher) por contracto. Ora um contracto/concerto só tem força vinculativa nas duas partes por força da Lei.

Assim Deus é "casado" com o seu povo "mulher" que o deverá ter sempre por SENHOR, pois se nenhum homem gosta de dividir a sua mulher com outro, Deus sendo Deus Zeloso e Todo-Poderoso, muito menos! Nem é boa ideia da parte da sua Mulher/Esposa/Povo fazê-lo como prova a história...

Mas sabemos que um Homem pode ser casado "concerto" com uma Mulher por força da Lei que valida essa união. Mas se uma das partes não a cumprir, Moisés escreveu e bem a carta de Divórcio.

Ora O Messias falou sobre a legitimidade de dar carta de Divórcio á "mulher" em caso de Prostituição, mas sem ser por essa razão, qualquer "marido" que se separasse de sua mulher cometia adultério e vice versa!

Não é segredo que as 12 tribos de Israel "a mulher" cometeu adultério e pela sua protistuição, Deus vinha avisando que se iria divorciar dela, por exemplo em Jeremias 31, Ezequiel, Malaquias, etc.

E por esta mesma razão Messias avisou, que quem casa com a mulher repudiada comete adultério com ela, visto que homem e mulher não são mais dois, mas um só!

Pierre disse...

Mas o Deus Vivo esqueceu o seu povo? Nunca! Antes Deus espera que o seu povo se arrependa e admita a sua prostituição, aceitando casar nos novos termos do "concerto" deste novo casamento que veio por mão de um novo Mediador, O Messias, tal como Moisés avisou que ele viria e seria "erguido das águas = Moisés" por Deus entre seus irmãos e a Ele deviam ouvir e seguir...

(Não nascido de uma virgem á moda do egipto, pois isso foi adicionado pelo inimigo antes de chegarmos ao rio jordão onde o Profeta João Ungiu O Eleito, o mesmo rio onde Moisés parou e acabou sua missão, começou o seu sucessor, esse sim o prometido Senhor e Rei de Israel!)

Pois nesta nova mulher/Eva, Deus sabe que é Amado e Senhor Unico, não por força e obrigação da Lei e das ordenanças em templos de homens, mas sim por Amor e devoção num mesmo corpo e Espírito que é O Messias! O nosso corpo sempre foi o Templo que Deus criou para fazer "habitação" com todo o homem, especialmente o seu povo/filhos, mas todos o têm de aceitar e ser provados fieis...

Pois quantos de vocês conhecem casais que estão casados por Lei e não se amam e procuram outros "por fora"? E apesar de não haver amor e respeito entre eles, devido ao concerto/casamento ainda estão unidos, mas apenas por força da Lei e não do amor e por respeito...

Qual o "homem" que é feito á imagem de Deus, sabe que a sua "mulher" o serve apenas por força da lei, quase que por obrigação e não por amor e fica ele satisfeito com ela? Vocês ficavam? Não avisavam a vossa mulher dessa situação?

Se ela vos diria; "porque reclamas marido? Não celebro eu os nossos dias? Não cozinho e como a comida de acordo com a tua vontade e a lei do casamento? Não pago as despesas e dizimos do nosso casamento? Não vou eu ao Templo do nosso casamento? Não me visto eu de acordo com as Leis do casamento?"

Vocês certamente lhe responderiam: "Mulher tu estás perto de mim no teu corpo, esse sim está presente e todos nos vêem e conhecem como marido e mulher, mas porém o teu coração está longe de mim e eis que tu estás como nua perante mim e não podes esconder isso! Bom é a tua presença física, mas o teu amor e dedicação em Espirito e Verdade são o que eu procuro na minha mulher e tu sabes o que eu quero e penso..."

Mas se alguem não consegue entender as coisas carnais, quanto mais as Espirituais que são explicadas através das carnais e dos seus vários exemplos, conhecidas a todo o homem deste mundo nas Escrituras?

Shalom ;)